Local
Foto Assessoria PMFB

Os recursos para a construção do ambulatório da Unioeste, campus de Francisco Beltrão, estão garantidos. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (30), pelo deputado Ademar Traiano, presidente da Assembleia Legislativa, e pelo prefeito Cleber Fontana, em ato realizado na prefeitura.

“Traiano, muito obrigado. Cada grande obra que nos anunciamos aqui tem a tua marca, tem o teu trabalho, isso é importante a gente frisar”. A declaração é do prefeito Cleber Fontana, de Francisco Beltrão, durante a cerimônia que marcou a liberação,  pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, dos recursos para a construção do ambulatório do Curso de Medicina de Beltrão. Uma obra que segundo o prefeito frisou, vai atender pacientes da cidade e dos municípios vizinhos. Uma realização essencial em um momento em que o país enfrenta uma pandemia devastadora que inclusive vem comprometendo o atendimento a outras doenças não relacionadas com o coronavírus.

Ao discursar, Traiano enfatizou seu agradecimento a sensibilidade do governador que entendeu a importância dessa obra, justamente nesse momento de grave crise da saúde pública. Destacou que veio de uma família de pioneiros de Beltrão e que sempre cultivou o sonho de “poder oferecer a minha cidade e a seus filhos a oportunidade de poderem cursar o seu curso superior aqui em Francisco Beltrão. Esse sonho foi compartilhado, houve a mobilização de toda a população, das entidades. Quando consegui trazer o Curso de Medicina para cá a cidade contou com a minha força política, como líder do governo na Assembleia. E esse sonho coletivo se tornou realidade. Agora estamos iniciando a conclusão de uma parte fundamental desse projeto, com os recursos liberados para o Ambulatório”. Traiano lembrou ainda que hoje, consegue ajudar mais municípios a realizarem seus sonhos. “Sou representante de mais de 50 municípios e o governador nunca negou meus pedidos de obras e projetos para essas cidades”.

O prefeito exaltou também o fato que prestígio de Traiano que o levou conseguir, junto ao governo do Estado, “recursos para executar essa obra fundamental, e outras, como o Contorno Noroeste, a contenção de cheias, em um momento em que só se fala no Brasil em cortes de recursos, suspensão de obras. Nos estamos vendo o anúncio e a a garantia para uma obra dessa importância”. Os historiadores do futuro talvez fiquem confusos. Nos anos de pandemia foi o período que mais se construiu e investiu em Francisco Beltrão. Aí não tem como fugir a explicação, a força e a liderança política do Traiano, que é um deputado de resultados”, concluiu.

Ao discursar, Traiano destacou a importância do Ambulatório. O deputado, que foi responsável por levar o Curso de Medicina para Beltrão, disse que “é no Ambulatório que os alunos de Medicina começam a exercer a profissão. Onde iniciam os atendimentos e tomam contato e socorrem seus pacientes”. Destacou que a luta para viabilizar a obra foi intensa. “Fui procurado pelo reitor e pelo vice-reitor da nossa Unioeste. Pelo diretor do Curso, pelo secretário de Ciência e Tecnologia. Os recursos são da ordem de R$ 4,1 milhões e 1477 metros quadrados em edificações. Não havia rubrica orçamentária para essa obra. Mas o governador nos atendeu demonstrando, mais uma vez, sua atenção para com nosso município e preocupação com os mais vulneráveis. Porque é  importante lembrar que o espaço, que será destinado para o atendimento à comunidade com consultas especializadas, toda a estrutura é voltada para o atendimento via SUS”, destaca Traiano. São R$ 4,1 milhões para a obra. A verba é de emenda do deputado Traiano (R$ 2,1 milhões) e do Governo do Estado (R$ 2 milhões), da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Participaram do ato de anúncio o presidente da Amsop, prefeito Nilson Feversani, o reitor da universidade, Alexandre Almeida Webber, o vice-reitor, Gilmar Ribeiro de Mello, o diretor do campus de Beltrão, Adilson da Rocha, a diretora do Centro de Ciências da Saúde, Franciele Caovila Follador, o vice-prefeito Antonio Pedron e os vereadores Ivanir Tupi Prolo, Jean Emiliano, Oberdan Saretta e Silmar Gallina.

(Assessoria)