Local
Foto: Divulgação

Da Assessoria – Inserir as pessoas com deficiência no esporte. Este foi o principal motivo da criação do HCR (Handebol em Cadeira de Rodas), que surgiu em 2009 em Francisco Beltrão e que é mantido pela prefeitura municipal. A equipe participa de competições a nível estadual e nacional, e já teve representantes convocados para a Seleção Brasileira da modalidade.

São deficientes visuais e físicos que, semanalmente, participam dos treinos no ginásio de esportes do bairro São Miguel. Um ônibus da prefeitura faz o transporte dos atletas. “Nosso maior desafio é inserir os deficientes na sociedade e elevar a autoestima de cada um e quando conseguimos ficamos muito satisfeitos e gratos. Eles estão sempre felizes, sorrindo, alegres e isso nos motiva cada dia mais”, conta Simone da Silva Krenchinski, professora técnica das modalidades, que há 8 anos trabalha com esporte adaptado. 

Incentivo a mais e agradecimento
Nesta semana, a equipe de HCR recebeu 10 cadeiras de rodas da Paraná Esportes, pedido viabilizado através do deputado Reichembach (PSD). “Além de dar mais condições para a prática esportiva, a viabilização das cadeiras específicas para a atividade gera um grande incentivo para nossos atletas, e para quem deseja começar no handebol”, afirma o deputado.

A solicitação foi feita em 2021 pelo então secretário de Esportes, Fernando Misturini, e pelo vereador Ronaldo Bizotto. Os equipamentos serão usados pela equipe de HCR e também pelos praticantes de tênis de mesa. “Receber as 10 cadeiras foi muito importante e poderemos atender mais pessoas com deficiência, ampliando o nosso trabalho”, afirma Emerson da Rocha, presidente da Associação de Esportes Adaptados. Além do handebol, o departamento dos esportes adaptados abrange outras modalidades, como o goalbol, bocha, xadrez, karatê e tênis de mesa.