Geral
Reichembach (PSC) com Ativo Miguel Beier (gerente comercial Sudoeste da Sanepar) e Valdir Dalsente (gerente regional da Sanepar). (Foto: Assessoria Reichembach)

Da Assessoria– Preocupado com a crise hídrica que atinge o Paraná, o deputado estadual Reichembach (PSC) se reuniu na tarde dessa sexta-feira, dia 24, em Francisco Beltrão, com os representantes da Sanepar, Valdir Dalsente (gerente regional) e Ativo Miguel Beier (gerente comercial Sudoeste) para, juntos, avaliarem algumas possibilidades de amenizar essa situação. De acordo com Valdir, a solução vem do céu, com a chuva regular e tão esperada, porém a previsão é de chuva considerável apenas a partir de janeiro de 2022. “Temos 90 dias até lá (janeiro) e o que pedimos é o uso consciente da água pela população”, diz Valdir.

Na região Sudoeste, Santo Antônio do Sudoeste e Pranchita são os municípios que mais preocupam, pois são abastecidos por poços subterrâneos e a produção está com redução de 60%.

Zona rural


Já nas propriedades rurais, o segredo está na conservação das nascentes para manter a água na propriedade e, consequentemente, preservar os rios, córregos e matas ciliares. Outro detalhe, é que poços artesianos clandestinos sem vasão de exploração são abandonados sem o devido cuidado, podendo causar contaminação no subsolo. 

Para o deputado Reichembach, a crise hídrica que atinge todo o estado merece muita atenção. “Sabemos do agravamento na situação dos reservatórios em todo o Paraná. Precisamos encontrar maneiras de amenizar esse problema da crise hídrica ouvindo as lideranças da Sanepar para unir forças, além é claro, de convocar a população para colaborar com medidas de contenção e uso racional da água. Preservar a água é preservar a vida, o bem-estar, a saúde das pessoas, dos animais, da natureza”, completa Reichembach.