Sudoeste
Foto: Arquivo PPnews

Na quinta-feira (12), aconteceu em Pato Branco, assembleia do Consórcio Intermunicipal da Rede de Urgência do Sudoeste do Paraná (Ciruspar), com prefeitos dos 42 municípios da região sudoeste.

Na ocasião foram debatidas diversas medidas que estão sendo adotadas para garantir o repasse dos valores de manutenção do SAMU.

O prefeito de Mangueirinha, Elidio De Moraes, e presidente em exercício do Ciruspar, informou que ficou decidido que os municípios irão cobrir o déficit de custeio do SAMU por mais 90 dias.

Segundo o prefeito, os repasses do Governo Federal não são reajustados desde 2013, e do Governo do Estado desde 2017.

Com a falta de reajustes, os municípios estariam cobrindo o equivalente a 66% do custo mensal de manutenção do serviço. O déficit mensal pode chegar a R$ 800 mil.

O Consórcio Intermunicipal da Rede de Urgência do Sudoeste do Paraná (Ciruspar), informou recentemente que os repasses estavam garantidos apenas para o mês de junho, alegando que muitos municípios estão com dificuldades para arcar com os valores.