Geral
Foto: Arquivo PPnews

A persistência de ventos quentes e úmidos sobre o Sul e a queda acentuada da pressão atmosférica entre o Brasil, a Argentina, o Uruguai e o Paraguai vai intensificar as áreas de instabilidade que já estão sobre a Região. O ar aquecido e a grande disponibilidade de umidade são importantes fatores para o crescimento de nuvens de tempestade. Além disso, a passagem de uma frente fria pelo litoral do Rio Grande do Sul também vai colaborar na manutenção e intensificação das áreas de instabilidade que já atuam sobre a Região Sul. Mesmo com a chuva, a sensação de calor e de abafamento persiste.

Chuva forte

Tanto no sábado como no domingo, 1 de abril, há condições para pancadas de chuva moderadas a fortes em todas as áreas da Região Sul. Há risco de raios e de rajadas de vento fortes, entre 60 km/h e 80 km/h. Os períodos com sol não se sustentam por muitas horas por causa da grande quantidade de nuvens durante o dia e da chuva frequente.

(Fonte: Climatempo)