Regional
Foto: Jaelson Lucas/ANPr

O município de Francisco Beltrão conta com R$ 46,6 milhões para desenvolver ações de combate a enchentes, que causam transtornos à população. Em solenidade na Câmara de Vereadores do município, a governadora Cida Borghetti anunciou, neste sábado (30), o repasse de R$ 16,6 milhões para a drenagem do rio.

“É uma obra pioneira, que vai servir de case de sucesso para outros estados do Brasil”, afirmou a governadora Cida Borghetti. Segundo ela, o projeto vai reduzir a possibilidade de enchentes que inundam casas quando chove muito forte na cidade.

A obra vai usar tecnologia avançada, com a construção de um túnel de escape que controla a velocidade e o limite excedente de água, evitando alagamentos. “Isso vai acabar com os transtornos de todos que vivem em Francisco Beltrão e nas cidades vizinhas”, disse a governadora.

A prefeitura de Francisco Beltrão já fez a licitação dos projetos executivos e a previsão é de que em cerca de um mês seja feita a licitação da empresa que vai executar as obras. Com isso, a expectativa é de ainda neste ano comece a ação de drenagem do Rio Marrecas.

“Vai ser uma obra das mais complexas já vistas no interior do Estado e do país e vai melhorar muito esse problema de décadas de enchentes que afetam milhares de pessoas da cidade, principalmente quem mora próximo ao rio”, destacou o prefeito Cleber Fontana.

Outros rios e córregos, afluentes do Rio Marrecas, também receberão intervenções importantes para a eliminação das enchentes e das enxurradas em todo o perímetro urbano de Francisco Beltrão.

PROJETO AMBIENTAL – De acordo com o secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antonio Carlos Bonetti, o projeto ao longo do Rio Marrecas contempla uma série de ações, inclusive o aprofundamento e alargamento do rio (que o deixará retilíneo e navegável), e um parque linear, com foco na questão ambiental.

“Com os 100 mil metros cúbicos de vazão que o rio já possui, mais 284 mil metros cúbicos do túnel que será construído, teremos uma capacidade de vazão de 384 mil metros cúbicos. De acordo com estudos do Simepar, esta é a maior precipitação já ocorrida em Francisco Beltrão”, explicou Bonetti. “Isso dá a garantia de um período grande sem cheias na cidade”, completou.

BARRAGEM – O projeto também prevê que a construção de uma barragem a 1.500 metros acima da cidade, com as rochas que serão retiradas do aprofundamento do rio e da escavação do túnel, o que aumentará ainda mais a segurança da população. “Queremos deixar o Marrecas navegável, com parque linear, admirado pela população e frequentado para a prática de esportes e principalmente sem o trauma das enchentes”, destacou o secretário.

(Agência Estadual de Notícias)