Paraná
Foto PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, às 23h59 de quarta (2), a Operação Carnaval 2022 no Paraná. Neste ano, durante os seis dias de operação, que teve início na sexta (25), foram quase cinco mil flagrantes de imprudência, 500 condutores ou passageiros estavam sem o cinto de segurança, além de 89 ocasiões em que crianças não utilizavam adequadamente um dispositivo de retenção, como a cadeirinha.

Ainda, foram registradas 715 ultrapassagens proibidas durante o feriado, representando quase cinco flagrantes por hora de operação. Esse tipo de ultrapassagem é responsável pela maioria dos acidentes do tipo colisão frontal, onde o motorista não consegue efetuar em tempo a manobra de ultrapassagem ou força a ultrapassagem, colidindo frontalmente com o veículo que está trafegando no sentido contrário. Nesse feriado, cinco pessoas perderam a vida nesse tipo de acidente.

Foram fiscalizadas 18.710 pessoas e 18.293 veículos. 4.832 infrações foram registradas pelos policiais, nos cerca de quatro mil quilômetros de rodovias federais da circunscrição da PRF no Paraná. 367 veículos foram recolhidos aos pátios por diversas irregularidades e 19 foram recuperados.

Através das 64 ações educativas nos mais diversos locais do estado, a PRF conscientizou pessoalmente quase 1.749 pessoas durante o feriado. Através da campanha especifica desse carnaval veiculada nas redes sociais da instituição e pela mídia, milhares de outras pessoas foram atingidas.

Apesar disso, a PRF registrou 136 acidentes, 156 pessoas ficaram feridas e onze mortas nas rodovias federais do Paraná, de sexta à quarta. Em 2021, haviam sido registrados 118 acidentes, com 131 feridos e doze mortos. Os dados são preliminares e podem sofrer alterações.

Também, foram apreendidos mais de 598 quilos de maconha e 110 quilos de cocaína durante a operação. Além disso, 87 pessoas foram presas por diversos crimes.