Francisco Beltrão
Foto Divulgação/Assessoria

Em assembleia realizada nesta sexta-feira, 22/07, na Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop), os prefeitos da região aprovaram o rateio proposto pelo consórcio Ciruspar – que administra o Samu no sudoeste – para manter o funcionamento do serviço com recursos suficientes até o mês de dezembro.

De acordo com o previsto no rateio, o valor per capita pago por cada município ao Ciruspar/Samu não sofrerá alterações, e, será suficiente para cobrir os R$ 2,7 milhões mensais necessários para a operação do serviço.

“Se o município não bancar, o Samu fecha. Então, nós vamos continuar colocando recursos no Samu, mesmo que já seja mais do que o dobro do valor de responsabilidade dos municípios, e continuamos na expectativa de atualização dos repasses do governo federal para o próximo ano”, explicou o presidente do Ciruspar/Samu e prefeito de Ampére, Disnei Luquini.

Conforme exposto pelo consórcio durante a assembleia, esta situação financeira delicada se deve às defasagens nos repasses da União, desde 2013, e do governo do Estado, desde 2017.

“Não tem como paralisar o trabalho do Samu, que salva vidas e atende muito bem a nossa população há 10 anos. E, uma terceirização de serviços para tentarmos reduzir custos com folha de pagamento não seria aceita pelo Ministério Público”, complementou o prefeito Luquini.

Disnei Luquini afirmou, também, que irá conversar com o presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e prefeito de Jesuítas, Junior Weiller, para viabilizar uma audiência com o governo do Estado com vistas a solucionar o problema da defasagem na tabela de valores.

Após a assembleia, foi realizada a entrega de duas ambulâncias do Samu para os municípios de Mangueirinha e Chopinzinho.

Também estiveram presentes na Amsop, o presidente da entidade e prefeito de Francisco Beltrão, Cleber Fontana, os prefeitos Anderson Barreto (Coronel Vivida e vice-presidente da Amsop), Elídio Zimmermann (Mangueirinha e vice-presidente do Ciruspar/Samu), Paulo Pilati (Marmeleiro), Edson Lupatini (Enéas Marques), Luiz Carlos Boni (Planalto), Vilmar Schmoller (Itapejara D’Oeste), Idalir Zanella (Renascença), Hélio Surdi (Bom Jesus do Sul), Fátima Pegoraro (Manfrinópolis), o vice-prefeito de Bela Vista da Caroba, Mateus Marins, secretários municipais de Saúde, a chefe da 8ª Regional de Saúde (Francisco Beltrão), Nádia Zanella e chefe da 7ª Regional de Saúde (Pato Branco), Márcia de Carvalho.

(Assessoria)