Policial
Foto: Ivânia Bonatto/Diário da Informação

A Polícia Civil de Salto do Lontra concluiu na última semana a investigação que apurava a morte de Neury Antônio Pavellecini. O crime ocorreu no dia 19 de fevereiro de 2018, por volta das 21 horas, quando a vítima estava deitada no sofá de sua residência na Linha Carmélia, zona rural de Salto do Lontra, e foi alvejada por um disparo de arma de fogo, na região da cabeça, entrando em óbito no local.

Durante as investigações a polícia constatou que a esposa planejou a morte de Neury, e o executor do crime teria sido seu ‘amante’. Um terceiro suspeito auxiliou o autor na fuga. Diante disso a Polícia Civil representou pela prisão temporária dos três suspeitos, pelo prazo de trinta dias, sendo concedida pelo Poder Judiciário e cumprida pela Polícia Civil e Militar de Salto do Lontra.

Após a prisão temporária, um dos suspeitos indicou onde estava a arma usada no crime. A arma foi localizada em uma residência, na Linha São Valentim. Inclusive a mesma arma foi usada em uma tentativa de homicídio ocorrido no final de janeiro, quando dois disparos acertaram um veículo.

Diante de tudo que foi apurado nas investigações, ficou demonstrado os motivos principais do crime, manter o relacionamento amoroso com o “amante” sem interferências, e ambos usufruírem dos bens da vítima.

Na última quinta-feira (29) foi concluído o Inquérito Policial e solicitada a prisão preventiva de dois dos três investigados, sendo concedida pelo Poder Judiciário da Comarca local, e agora os investigados ficarão à disposição da Justiça, até que sejam julgados pelo crime de homicídio.

(Polícia Civil)