Pato Branco
Foto: José Fernando Ogura/AEN

A Polícia Civil, através da Delegacia da Mulher, DENARC – Núcleo de Pato Branco, 5ª Subdivisão Policial e da Divisão de Investigação Criminal de Santa Catarina, cumpriu por volta das 5h30 desta quinta-feira (19) um mandado de prisão preventiva em desfavor de um suspeito pelo crime de estupro e cinco mandados de busca e apreensão – quatro no bairro São João e um no centro.

De acordo com a polícia, o crime está sendo investigado pela Delegacia da Mulher e teria ocorrido no dia 12 de novembro em uma,  estrada rural do bairro São João, quando o homem de 28 anos teria ameaçado a vítima com uma arma de fogo e obrigado a adolescente manter relação sexual com ele.

Ao chegar em casa, em estado de choque, a vítima contou para a mãe o fato. A mãe então procurou a Polícia Civil e registrou boletim de ocorrência.

Após saber da denúncia, suspeito e outros três homens todos se intitulando membro de conhecida organização criminosa, passaram a coagir a vítima e seus familiares (com violência física, graves ameaças, entre estas constantes disparos de arma de fogo em frente a residência deles), exigindo que a denúncia fosse retirada, pois o caso seria julgado pela própria organização criminosa.

A delegada Franciela Alberton Biava  representou pela prisão preventiva dos quatro investigados e expedição de busca e apreensão em suas residências, sendo deferida prisão apenas em relação ao acusado do estupro; em relação aos demais, foi expedida medidas protetivas proibindo aproximação e contato com a vítima e seus familiares. 

No cumprimento das buscas, em um dos alvos foram localizadas munições, deflagradas e intactas e em outro foi encontrado maconha.