Chopinzinho
Foto Divulgação

A Polícia Civil de Chopinzinho cumpre na manhã desta quarta-feira (16) mandados de busca e três de prisão preventiva contra investigados de um homicídio qualificado que ocorreu em agosto de 2021 no município.

O fato

No dia 23 de agosto de 2021 o corpo de Oliezer Sareta foi encontrado morto no interior do município de Chopinzinho, em meio à uma plantação de aveia na Comunidade do Bugre, com ferimentos causados por disparos de arma de fogo na região da cabeça.

Tão logo tomou ciência dos fatos a autoridade policial instaurou inquérito e iniciou as diligências investigativas.

Relatório de investigação inicial reuniu indícios de autoria delitiva e identificou o veículo automotor utilizado na empreitada criminosa, tendo sido possível verificar que a vítima teria vindo de Florianópolis até a cidade de Laranjeiras do Sul, onde, ao chegar na rodoviária local, os investigados já estariam no seu aguardo, para trazê-lo até Chopinzinho.

Tendo por base os indícios iniciais, a autoridade policial representou por mandados de busca e apreensão, solicitando autorização judicial para acesso a todos os objetos, dispositivos móveis e documentos que pudessem guardar relação com o fato criminoso.

Por ocasião das buscas domiciliares foram apreendidos diversos documentos e dispositivos eletrônicos.

No curso do inquérito foi identificada uma testemunha cujo depoimento em sede policial ajudou a esclarecer como teria se dado a empreitada criminosa.

Os objetos apreendidos por ocasião das buscas domiciliares foram encaminhados ao Núcleo de Inteligência da 5ª Subdivisão Policial, que procedeu com a extração dos dados telemáticos, tendo sido possível demonstrar ao juízo criminal, indícios mais que suficientes de autoria delitiva, colocando os investigados no local do crime, além de deixar evidenciado as qualificadoras que incidiram na conduta delitiva hedionda.

Apurou-se que a vítima tinha relação estreita com os investigados, especialmente no que se refere a prática do tráfico de drogas, tendo tido uma desavença com eles por “negócios” mal sucedidos.

Além de provar terem os investigados estado no local do crime, foi possível extrair das apreensões dados telemáticos de comunicação telefônica onde um dos investigados conversa com a vítima 3 dias antes da sua morte, dizendo para a vítima não se preocupar com “desavenças” anteriores com o grupo criminoso, combinando de buscar a vítima na rodoviária de Laranjeiras do Sul, garantindo inclusive abrigo/pouso quando chegasse em Chopinzinho, o que deixou claro tratar-se de uma emboscada para atrair a vítima para a morte, em um cenário que de forma cruel impossibilitou qualquer forma de defesa.

Provada a materialidade, reunidos indícios suficientes de autoria delitiva e demonstrado o risco à ordem pública e o perigo causado pelo estado de liberdade dos increpados, a autoridade policial representou por 3 (três) mandados de prisão preventiva cumulados com busca e apreensão no intuito de apreender armas de fogo e outros ilícitos que porventura pudessem estar na posse dos representados, tendo o pedido sido integralmente deferido pelo juízo competente, após parecer favorável do Ministério Público.

No início da manhã desta quarta-feira foi dado fiel cumprimento aos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão expedidos em face dos 3 representados, que após serem devidamente interrogados sobre os fatos, serão encaminhados à Cadeia Pública de Pato Branco, onde permanecerão presos à disposição da Justiça.

Um dos investigados ao foi localizado, sendo que equipes da polícia civil seguem na sua captura.

A operação da 11°DRP contou com apoio operacional de policiais civis da 5° SDP de Pato Branco, DENARC e NOC de Pato Branco, 2° SDP de Laranjeiras do Sul e da polícia militar de Saudade do Iguaçu.