Policial
Foto: Julio Cesar Alves

Oitenta policiais civis de Ampere deflagraram na manhã desta sexta-feira (15), a Operação de Wallen, que visou cumprir 30 mandados judiciais, sendo 18 de busca e apreensão domiciliar e 12 de prisão preventiva, contra suspeitos pela prática dos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico, receptação e outros delitos relacionados.

Durante a ação, 16 pessoas foram presas, sendo 11 autuadas em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de armas de fogo. Também os mandados foram cumpridos. A equipe apreendeu ainda drogas, duas armas de fogo, 42 munições, três automóveis e duas motocicletas, além de mais de R$ 3 mil e outros objetos de interesse às investigações.

“Foi quase um ano de investigações realizadas pela polícia, com permanente atuação e acompanhamento do Poder Judiciário e do Ministério Público. Buscamos não apenas o combate ao tráfico de drogas, mas também às demais infrações penais que são fomentadas e alavancadas pela prática do comércio de drogas ilegais, como furtos, roubos e outros crimes contra a pessoa”, disse o delegado, responsável pelo caso, Fernando Zamoner.

Ainda de acordo com o delegado as investigações e a operação trouxeram excelentes resultados no combate ao tráfico de drogas, proporcionando mais segurança à toda comunidade local, o que reafirma o compromisso da Polícia Civil no cumprimento no seu dever constitucional de servir e proteger.

O nome da operação decorre de uma referência ao “Red Line District”, de Amsterdã, pois ainda ao início das investigações apurou-se que alguns dos investigados mantinham um imóvel no Centro de Ampere apenas para o comércio e ponto de consumo de drogas, que funcionava como uma espécie de “coffeeshop” ilegal, assim como o acesso à prostituição.

Além de Ampere, as cidades de Realeza e Santa Izabel do Oeste também foram alvos da operação policial.

A operação contou também com o apoio da 19ª Subdivisão Policial de Francisco Beltrão e demais delegacias subordinadas, da 5° Subdivisão Policial de Pato Branco, da 15ª Subdivisão Policial de Cascavel, da Divisão Estadual de Narcóticos – DENARC, do Núcleo de Operações com Cães – NOC e do Serviço Reservado da 3º Cia. da Polícia Militar de Santo Antônio do Sudoeste.

  

                               

Fotos Polícia Civil