Coronel Vivida
Foto Polícia Civil

A Polícia Civil de Coronel Vivida prendeu na manhã desta segunda-feira (23), o suspeito da tentativa de feminicídio ocorrida no dia 30 de setembro de 2020 que causou grande repercussão na cidade.

O autor do crime, de 20 anos de idade, foi encontrado na manhã de hoje na casa de parentes, foi preso e conduzido à delegacia.

A prisão decorreu de um pedido feito pela Polícia Civil e que foi acatado pelo Poder Judiciário após parecer favorável do MP.

De acordo com a polícia, logo depois do crime, o suspeito fugiu para o Estado de Santa Catarina, porém ele estava sendo monitorado pela polícia e assim que retornou para Coronel Vivida foi preso por uma equipe da Polícia Civil.

Os fatos em investigação são de grande complexidade, porquanto a própria vítima, quando do ocorrido, ocultou da polícia o que realmente tinha acontecido, tendo dito, em um primeiro momento, ter sido vítima de uma tentativa de latrocínio.

Com as investigações, a polícia descobriu que o autor das facadas era ex-companheiro da vítima e que o motivo dela ocultar os fatos se deu em razão do autor, vítima e mais um terceiro envolvido estarem utilizando a casa da mulher para o tráfico de drogas.

Durante as diligências os investigadores encontraram considerável quantidade de cocaína na casa, o que explica a dificuldade inicial em se obter a verdade do que ocorreu por parte da jovem esfaqueada.

Além da tentativa de feminicídio, o autor das facadas responderá também por tráfico ilícito de drogas e associação ao tráfico.

Fonte: Polícia Civil