Francisco Beltrão
Foto Luiz Carlos Maciel

Nesta segunda-feira (03) a Polícia Civil do Estado do Paraná paralisou suas atividades nas delegacias como forma de protesto pedindo ao governo do estado pela reposição salarial, que está defasada de 2016.

Os órgãos que representam as classes policiais  ADP- Associação dos Delegados de Polícia, SINCLAPOL- Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná e SIDEPOL- Sindicato de Delegados de Polícia, divulgaram um folheto mostrando as defasagens de policiais civis no estado.

Cargos:

Delegado – servidores ativos 348, cargos por Lei 780, faltam 431.

Escrivão – servidores ativos 758, cargos por Lei 1.400, faltam 632.

Investigador – servidores ativos 2.476, cargos por Lei 4.395, faltam 1919.

Papiloscopista – servidores ativos 256, cargos Lei 500, faltam 244.

Como consequência do déficit de policiais, ocorre o acúmulo de serviço, hora extra não remunerada, acúmulo de comarcas não remunerado, acúmulo e desvio de funções.

A 19ª SDP é responsável na subdivisão por 27 municípios na região sudoeste e a defasagem no numero de servidores implica no atraso das investigações e conclusão de procedimentos investigativos.

A paralisação é somente nesta segunda-feira (03) na terça-feira (04) o atendimento ao público será normal.