Segurança
Delegado Bruno Trento

A Polícia Civil do Paraná (PCPR), através da 1º SDP de Francisco Beltrão esta investigando roubo ocorrido na manhã desta quinta-feira (03) a uma residência localizada no bairro Água Branca, onde mora um casal.

Segundo relatos, três pessoas teriam invadido a casa, um deles portando uma arma de fogo semelhante à uma espingarda e os demais armados com facas. Logo de início, os autores, sob constante ameaça, colocaram uma das facas no pescoço de uma das vítimas, uma mulher de 50 anos, exigindo que ela ficasse de joelhos, amarraram suas mãos, colocaram uma fita em sua boca, e, em seguida, roubaram vários pertences da residência.

Conforme a polícia, foram roubados televisores, relógios, notebook, joias, entre outros objetos, e com o veículo das vítimas teriam fugido do local. Posteriormente, a Polícia Militar recebeu informação de que um veículo com as mesmas características do roubado teria se envolvido em um acidente de trânsito, vindo a capotar na rodovia PR-566, resultando no óbito de uma criança de 10 (dez) anos de idade. Após chegarem ao local, os policiais constataram que, de fato, o veículo envolvido no acidente, era o roubado e que os demais ocupantes haviam fugido a pé do local.

Em continuidade, a Polícia Militar recebeu informação da localização dos suspeitos, sendo que na residência de um deles foram localizados alguns objetos, reconhecidos pelas vítimas.

Um dos conduzidos trata-se de um adolescente de 16 anos, que, na Delegacia, ele confessou que estava no veículo envolvido no acidente, mas não participou do crime, e que criança encontrada em óbito, seria seu primo, que também participou do roubo. Os policiais realizaram buscas na residência do adolescente, onde foi localizada uma faca, que foi reconhecida pelas vítimas como sendo uma das armas utilizadas no crime.

O adolescente foi apreendido e autuado em flagrante pela prática de ato infracional por roubo majorado e se encontra recolhido junto a 19ª SDP para ser apresentado ao Ministério Público.

Segundo o Delegado de Polícia Bruno Trento, que preside a investigação, as diligências prosseguem no sentido de localizar outros envolvidos e que pelo menos, mais um suspeito teria fugido do local do acidente.

O Delegado destacou também que é incomum o envolvimento de criança em crime dessa gravidade e lamentou a morte de uma criança que deveria estar na escola ou sob cuidados do seus responsáveis, acabou se envolvendo em uma morte trágica.