Francisco Beltrão
Postagem em uma página fake criada pelos alunos – Foto Divulgação

A Polícia Civil de Francisco Beltrão recebeu informações no último dia 17 de novembro sobre a criação de páginas “fakes” em rede social com menção a um colégio estadual da cidade.

As publicações postadas nas páginas tinham conotação de violência, o que motivou a rápida atuação tanto de órgãos de segurança Polícia Civil e Polícia Militar, quanto de outras instituições, com especial atuação da própria direção do colégio, do Núcleo Regional de Educação e, mais recentemente, do Ministério Público. Há diligências sendo realizadas em procedimento investigativo sob a presidência do delegado Bruno Trento Hein.

Na quarta-feira (24), houve a publicação de mídias com injúrias a um professor da instituição, bem como um aluno teria ateado fogo em uma carteira, sendo que o próprio estudante na sequência teria apagado o fogo.

Neste contexto, foi possível identificar este aluno, bem como outros que teriam auxiliado na filmagem, razão pela qual, na manhã desta quinta-feira (25) os adolescentes foram encaminhados até a 19ª SDP de Francisco Beltrão, respeitados todos os seus direitos constitucionais, para que prestassem esclarecimentos sobre os fatos.

A Polícia Civil salienta que tanto os órgãos de segurança quanto da educação estão cientes e adotando as providências cabíveis ao caso, cabendo esclarecer à população que os alunos e servidores do colégio não foram colocados sob nenhum risco efetivo e concreto desde o início das postagens.

A investigação continua para colher mais detalhes visando esclarecer os fatos.