Segurança
Foto Polícia Civil

A Polícia Civil em Coronel Vivida, com apoio de policiais civis da 5ª SDP e da Denarc, cumpriu na manhã desta quinta-feira (29), dois mandados de prisão e um mandado de apreensão de adolescente, referentes ao último homicídio registrado pela delegacia local, no dia 20 de março de 2021, na cidade de Honório Serpa.

Dias antes a Polícia Civil desvendou outro homicídio ocorrido no dia 16 de fevereiro de 2021 em Coronel Vivida e prendeu um dos autores.

Também foi concluído com indicação de autoria o primeiro homicídio registrado na comarca no ano de 2021, no mês de janeiro, no distrito de Vista Alegre.

Os casos:

O primeiro homicídio registrado em 2021 ocorreu dia 09 de janeiro, em um centro de lazer, localizado às margens da rodovia estadual PR-566, no Distrito de Vista Alegre, em Coronel Vivida. Na ocasião a vítima Elizandro Roberto dos Santos Oliveira, de 38 anos de idade, confraternizava com familiares e conhecidos quando foi esfaqueado por uma dessas pessoas que estavam reunidas. Depois do crime, o autor do assassinato fugiu para o Estado do Rio Grande do Sul.

No dia 16 de fevereiro de 2021, no período da manhã, a vítima Leonardo Tosetto de 25 anos de idade, saiu de sua casa em Coronel Vivida conduzindo sua motocicleta, informando aos seus familiares que iria tratar de um negócio e de que logo voltaria, entretanto, desapareceu sem dar notícias. Dois dias depois de seu desaparecimento, a motocicleta de Leonardo foi encontrada abandonada na Linha Padre, em Coronel Vivida. Já no dia 20 de fevereiro, cinco dias depois do seu sumiço, o corpo de Leonardo foi encontrado em avançado estado de decomposição em uma estrada rural da comunidade Jacutinga, entre os municípios de Coronel Vivida e Honório Serpa, com perfurações na cabeça provocadas por disparos de arma de fogo.

Por fim, no dia 20 de março de 2021, por volta das 18h30, quatro pessoas, uma delas menor de idade, utilizando uma arma de fogo, perseguiram de carro, três desafetos que passaram em frente às suas casas. Naquela oportunidade, foi morta com disparos de arma de fogo a vítima Valmir Batista de Oliveira, 19 anos de idade.

Em todos os crimes investigados a Delegacia de Coronel Vivida representou pela prisão preventiva dos autores ou ainda, pela apreensão de eventuais menores envolvidos nos homicídios.

Ao todo foram expedidos sete mandados de prisão/internação provisória pela Justiça, tendo quatro já sido cumpridos pela Polícia Civil.

Fonte: Polícia Civil