Sudoeste
Imagem Divulgação/PM

Na noite de sexta-feira (31) por volta de 21h30 a Polícia Militar de São Jorge D’Oeste recebeu uma denúncia anônima de que estaria ocorrendo uma festa de formatura em uma residência na zona rural onde estavam participando cerca de 35 pessoas.

De acordo com informações da PM, quando os policiais estavam indo para o local avistaram vários veículos saindo e alguns estacionados em frente a casa que estava com todas as luzes todas apagadas.

Segundo a PM, o responsável pela casa foi identificado e se recusou a acender as luzes, sendo necessário uso de lanternas para chegar até o poste e ligar o contador de energia.

No local havia 11 pessoas, inclusive, idosos e crianças, todas sem uso de máscaras. Outras pessoas que estavam no local correram pelos fundos da residência, inclusive o formando homenageado e não foram localizadas. Na casa havia uma mesa com diversos utensílios da festa, porco a paraguaia, churrasco bebidas e outros alimentos.

Ainda conforme a polícia, o proprietário da casa que estava muito alterado desacatou os policiais durante toda a ocorrência e acabou sendo detido. Ele se identificou como funcionário público da prefeitura informando que atua como Agente de Saúde.

Já no destacamento da PM ele teve que ser colocado no compartimento para presos, pois estava tumultuando o ambiente não permitindo aos policiais concluírem os trabalhos que foram acompanhados pelo seu advogado.

Ele foi submetido ao Termo Circunstanciado de Infração Penal no artigo 268 do Código Penal Brasileiro (infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa), sendo firmado compromisso de comparecimento em audiência no Fórum da Comarca de São João, sendo liberado posteriormente.