Francisco Beltrão
Foto Divulgação

O Núcleo regional de educação juntamente com a promotoria pública do estado do Paraná e alguns municípios da região sudoeste, aderiram ao programa de proteção a integridade da comunidade escolar, é um programa de apoio que vem para auxiliar as crianças e adolescentes das escolas municipais e estaduais que sofrem com a violência doméstica.

O programa vai fornecer capacitação para funcionários das escolas para que eles possam estar auxiliando as vítimas, e cada estabelecimento vai dispor de profissionais em cada turno para ter esse cuidado.

Para a chefe do Núcleo Regional de Educação, Maria de Lurdes Bertani, o Programa vai beneficiar e muito a comunidade escolar. ‘’Vai ajudar a minimizar os problemas de violência que temos em nossa sociedade’’

Maria de Lurdes Bertani fala ainda que ‘’O programa começa ainda tímido, mas que muito em breve vai ser expandido para toda a rede estadual’’.

O cabo Júlio Cesar da Polícia Militar vai ajudar a coordenar o projeto e falou ‘’o projeto vem somar e trazer preparos para os profissionais nas escolas que vão ter formações e conhecimento para como lidar com a situação’’

A procuradora da mulher professora e vereadora em Enéas Marques, Jussandra Catâneo, uma das idealizadoras deste programa cita a importância ‘’Tudo aquilo que a criança vive em ambiente familiar ela externa isso no ambiente escolar e social. O nosso trabalho é cuidar e formar esta criança. O nosso propósito é formar educadores para que se tenha uma rede de enfrentamento a violência dentro da comunidade, para caso isso aconteça saibam como agir e como manter uma boa relação com a comunidade em geral.’’

Para o defensor público do estado do Paraná, Eduardo Abraão fala da importância deste programa e vai formar parceria com os representantes “é um projeto muito importante porque une as instituições une o município e a regional porque o problema da violência principalmente com a criança e com a mulher deve ser olhado por várias óticas e essa união vai ajudar a entender a complexidade da violência fomentando ainda mais a educação’’.

O lançamento oficial do programa aconteceu na sede do Núcleo Regional de Educação e teve a assinatura do termo de adesão por parte de alguns municípios e também da promotoria pública.

Segundo a chefe do Núcleo Regional, o programa terá início imediatamente.

Por Gil Veigas