Francisco Beltrão
Foto Lucas Maciel

Na manhã desta quarta-feira (29), funcionários da empresa Guancino (motoristas e cobradores) realizaram uma paralisação, questionando um reajuste salarial.

O diretor da empresa Muran, informou que devido a crise da pandemia e a paralisação do transporte temporariamente, a empresa está passando por dificuldades para tentar equilibrar a situação financeira.

Como foi determinado para que fosse retomado o funcionamento de 100% das linhas, a arrecadação é aquém do esperado e não cobre nem os salários dos funcionários.

Acompanhando a realidade do país inteiro, segundo Muran a pergunta é “para onde vai esta conta?” Ele disse ainda que foi pago o salário de março em três partes, sendo que a última teria sido paga hoje pela manhã. Segundo ele, os funcionários não sabiam que estava tudo quitado e por isso tomaram essa decisão. Após conversa com a direção tudo foi normalizado e o transporte voltou ao normal.

Ele também enfatizou que todos os passageiros usem máscara e se protejam, alertando ainda que os idosos usem o horário da manhã das 08h às 11h para evitar aglomeração.