Geral

Ministério da Saúde confirma 1.100 casos de sarampo

Foto Agencia Brasil

O Ministério da Saúde atualizou nesta terça-feira (7) as informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde sobre a situação do sarampo no país. Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. Segundo informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde, até o dia 06 de agosto, foram confirmados 788 casos de sarampo no Amazonas, 5.058 permanecem em investigação. Já o estado de Roraima confirmou 281 casos da doença e 111 continuam em investigação. A vacinação é o modo mais eficaz de inibir a volta de doenças já eliminadas no país, como a poliomielite e o sarampo. Para conter o avanço de casos no país, o Ministério da Saúde iniciou uma campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo tendo como público-alvo as crianças de um a menores de 5 anos.

Os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no país é o mesmo que circula na Venezuela. Além disso, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (1), Rio de Janeiro (14); Rio Grande do Sul (13); Rondônia (1) e Pará (2). O Ministério da Saúde permanece acompanhando a situação e prestando o apoio necessário aos Estados. Cabe esclarecer que as medidas de bloqueio de vacinação, mesmo em casos suspeitos, estão sendo realizadas em todos os estados.

Até o momento, no Brasil, foram confirmados 5 óbitos  por sarampo, sendo 4 óbitos no estado de Roraima (sendo 3 em estrangeiros e 1 em brasileiro) e 1 óbito no estado do Amazonas (em brasileiro).

Campanha Nacional de Vacinação

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite e Sarampo se estenderá até o dia 31 de agosto e pretende vacinar 11,2 milhões de crianças. O dia D de mobilização nacional será sábado, 18 de agosto, quando os mais de 36 mil postos estarão abertos no país. A meta é vacinar pelo menos 95% das crianças, para diminuir a possibilidade de retorno da pólio e reemergência do sarampo, doenças já eliminadas no Brasil. Todas as crianças entre 1 ano e menores de 5 anos devem ser levadas aos postos de vacinação, independente da situação vacinal anterior. A madrinha da campanha deste ano é a apresentadora Xuxa, eterna rainha dos baixinhos.

Cobertura das vacinas

A meta de vacinação contra o sarampo é de 95%. Em 2017, dados preliminares apontam que a cobertura no Brasil foi de 85,2% na primeira dose (tríplice viral) e de 69,9% na segunda dose (tetra viral).

Assessoria/Ministério da Saúde

Compartilhe: