Esportes

Marreco vence o Pato e vai à final da Supercopa

Sinoê comemora seu gol que abriu caminho para a classificação – Foto: José Delmo de Menezes Jr./Marreco Futsal

Foi uma noite histórica para o torcedor que foi até o ginásio Arrudão para assistir mais um clássico das penas. Mais que assistir, participar de mais um capítulo na trajetória do futsal do sudoeste paranaense. Teve de tudo: show das torcidas, catimba, nervosismo e festa, muita festa da torcida beltronense que pela segunda vez consecutiva viu o Marreco eliminar os rivais em mata matas; no ano passado o mesmo aconteceu nas semifinais da Série Ouro do Paranaense.

Empurrado pela torcida, o Marreco mostrou melhor organização desde o início e teve muito mais volume de jogo do que o Pato. Porém, a marcação estava encaixada e o Marreco teve muitas dificuldades para finalizar na meta defendida por Djony. Pedro Rei chegou a acertar a trave logo no início e no fim do primeiro tempo Sol Sales também parou no travessão.

No segundo tempo a intensidade se repetiu com o Pato tentando sair mais para o jogo e o Marreco tomando a iniciativa. Aos 8:45, Zequinha encontrou Sinoê livre de marcação, o pivô driblou o goleiro e bateu para as redes abrindo o placar. Recuado e jogando no contra ataque, o Marreco levou alguns sustos, mas Di Fanti apareceu bem e deu segurança à defesa. O Pato então investiu no goleiro linha, cozinhou o jogo e empatou com Pequeno que se livrou da marcação e chutou forte no ângulo esquerdo de Di Fanti.

O jogo já se encaminhava para a reta final quando Sol Sales cobrou lateral do lado esquerdo e a bola desviou em Vilian enganando Djony e morrendo nas redes. A festa voltou nas arquibancadas e o Pato sentiu o golpe já no minuto final do jogo. Faltando 39 segundos para o fim, quando o Pato tentava o empate com o goleiro linha, ainda deu tempo para Douglas roubar a bola e bater para o gol vazio, fechando o placar em 3 a 1 e colocando o Marreco na decisão da Supercopa.

No sábado (16) as 12h30 no Arrudão, o Marreco terá pela frente o Corinthians, atual campeão Paulista e da Copa do Brasil. Quem ficar com a taça leva também o prêmio mais cobiçado, que é a vaga para disputar a Libertadores da América neste ano em Buenos Aires, Argentina. Mais cedo no sábado as 10h30, Pato e Atlântico disputam o terceiro lugar.

 

Compartilhe: