Esportes, Francisco Beltrão
Foto: Assessoria

Depois da surpreendente campanha em 2017 quando o Marreco Futsal chegou as semifinais da Liga Nacional no seu segundo ano participando da competição, a caminhada da equipe beltronense em 2018 inicia nesta sexta-feira (23), as 20h15 em São Sebastião do Paraíso (MG) contra a Intelli.

Será a terceira participação do Marreco na Liga Nacional, desta vez com o maior investimento e com grande expectativa de ver Bateria e Sinoê levarem a equipe ainda mais longe. Os dois inclusive foram convocados nesta semana pelo técnico Marquinhos Xavier da seleção brasileira para participarem de dois amistosos.

Apesar da frustrante derrota na estreia da Série Ouro para o Aymoré de Matelândia, o Marreco espera estrear com o pé direito na competição nacional, já que por trás de todo o investimento, existe a cobrança de que o elenco mostre resultados melhores e finalmente conquiste um título expressivo.

A temporada de 2017 foi decepcionante, pois mesmo favorito ao título do estadual, o Marreco foi derrotado nos pênaltis para seu maior rival, e caiu para a Assoeva com o gostinho de que poderia ter chegado à decisão da Liga. Parece muita pretensão, mas o elenco do ano passado era muito forte, mostrou que era capaz de conquistar títulos, mas na hora de fazer história o time não fez o suficiente.

Alguns torcedores mostraram desconfiança quanto ao elenco, pelas peças desconhecidas como Rafinha, Gaúcho, e o experiente Éder, mas principalmente pela derrota para a equipe de Matelândia. Manter nomes como Sinoê, Sol Sales, Pedro Rei e Guina tem um custo elevado, por isso o orçamento ficou reduzido, ainda mais quanto Bateria foi anunciado. Há quem diga que as saídas de Suélton e Barbosinha não foram preenchidas à altura. Resta crer que o técnico Baiano possa tirar o máximo de seus jogadores, mas pelo que se viu da Intelli arrancando um empate na estreia fora de casa contra o Pato Futsal, a partida de hoje não deverá ser fácil, e independente do resultado é apenas o início da temporada.