Paraná
Foto arquivo pessoal

Terminou na noite desta segunda-feira (10), após sete dias de julgamento o júri popular em Guarapuava, onde Luís Felipe Monvailer, acusado da morte da esposa Tatiane Spitzner, ocorrido em julho de 2018 no apartamento onde o casal morava, no quarto andar de um prédio.

O julgamento que começou no dia 04 de maio e às 19h desta segunda-feira o Juiz Adriano Scussiato Eyng anunciou a sentença final. Ele foi condenado nas qualificadoras de feminicídio, por motivo fútil e cruel (asfixia) e por fraude processual a uma pena de 31 anos, 09 meses e 18 dias de prisão. A decisão da sentença ainda cabe recurso.

Luís Felipe está preso há 2 anos e 9 meses na Penitenciária Industrial Estadual de Guarapuava para onde foi levado após a sentença final.

PP News com G1 PR