Pandemia
Foto Divulgação/Assessoria

Na segunda-feira (05), aconteceu uma reunião no Centro de Capacitação de Professores, no 2º Piso da Prefeitura de Marmeleiro com representantes da ACIMAR (Claudinei Brambilla), Câmara de Vereadores (Vanderlei Gallina), Polícia Militar (Sargento Apollo) e membros do Comitê Intersetorial de Enfrentamento da Pandemia da Covid-19, com a participação do Ministério Público, através do Promotor de Justiça da Comarca de Marmeleiro, Arthur Jonas Mendonça e Araújo.

O Comitê Intersetorial de Enfrentamento da Covid-19 é formado por 12 representantes de órgãos e setores estratégicos do Poder Público, para dar suporte às decisões do Poder Executivo nas medidas de combate ao coronavírus.

Durante a reunião foram ouvidos todos representantes, especialmente da ACIMAR, pelos descumprimentos do Decreto Estadual nº 7.020 por comércios de produtos não essenciais no último sábado, dia 3, véspera de Páscoa.

O Presidente ACIMAR, Claudinei Brambilla, expôs as dificuldades enfrentadas pelo setor e mencionou a cobrança dos empresários que já estiveram cerca de 112 horas com as portas fechadas neste ano pela pandemia. Também apresentou reivindicações ao Comitê para mais diálogo e apoio com o comércio local.

Os representantes do Departamento de Saúde no Comitê apresentaram dados da pandemia, que indicam o aumento significativo durante o mês de março, que chegou a ter 80 a 90 casos positivado por semana. E com as medidas restritivas, estes números reduziram para 63 a 67 por semana.

Os dados mostram que o município tem hoje 120 casos ativos, com 5 casos de reinfecção da Covid-19, que houve um aumento no número de óbitos e também que a taxa de internamento não baixou. Foi observado que o tempo de recuperação dos pacientes está mais demorado, comprometendo a liberação dos leitos.

Estatisticamente, em um comparativo relacionando o número de contaminados e a população, Marmeleiro tem um índice de infectados maior que os Municípios de Francisco Beltrão e Pato Branco, o que justifica o cumprimento das medidas restritivas estabelecidas pelo Estado neste momento.

Ao ouvir as partes presentes, o Promotor Arthur Jonas Mendonça e Araújo destacou que “a vida do ser humano está acima de qualquer direito. O Ministério Público é o defensor da sociedade, e não é a intenção do MP ou da Administração Municipal prejudicar o comércio. Estamos vivendo tempos difíceis e não existe sociedade que sobreviva com ausência de regras”. Finalizou a reunião pedindo a união e diálogo entre todos poderes Judiciário, Executivo, Legislativo e entidades da sociedade civil, como a ACIMAR, para mobilização coletiva no combate à pandemia, com o total cumprimento das medidas sanitárias e reforço da fiscalização para reprimir as violações.

(Assessoria de imprensa PMM)