Local
Foto Divulgação Assessoria

Assessoria – A secretaria de Fazenda da Prefeitura de Francisco Beltrão informa que o vencimento do IPTU de 2021 (Imposto Predial e Territorial Urbano) será nesta sexta-feira, dia 16 de abril, para o pagamento da primeira parcela ou para quitação à vista com desconto de 10%. O prazo original de vencimento era 15 de março. Porém, devido a pandemia e como forma de apoio aos contribuintes, a administração municipal prorrogou essa data para 16 de abril.

De acordo com o secretário Elóis Rodrigues, 65% dos contribuintes já realizaram o pagamento integral ou da primeira parcela. “O índice de quitação até agora é muito bom e demonstra o comprometimento da nossa população em manter o pagamento em dia”, relata o secretário. Também enfatiza que os recursos arrecadados são investidos em obras, ações e programas em benefício da comunidade.

O carnê pode ser impresso em casa. Basta acessar o site da prefeitura (www.franciscobeltrao.pr.gov.br), inserir o número de inscrição municipal que consta em carnês de anos anteriores e imprimir. Outra opção é fazer a retirada na prefeitura, com a equipe da secretaria de Fazenda. Neste caso é preciso apresentar um carnê de anos anteriores ou os documentos do imóvel e pessoais.

Em caso de parcelamento, poderá ser feito de duas a seis vezes, dependendo do valor devido, com vencimentos nos dias 16 de abril, 14 de maio, 15 de junho, 16 de agosto, 15 de outubro e 15 de dezembro. O IPTU pode ser pago nas lotéricas e nas agências bancárias. São mais de 25 mil imóveis ativos em Beltrão e os lançamentos superam R$ 30 milhões.

Índice de correção foi reduzido

Os valores do IPTU são corrigidos pelo IGPM (Índice Geral de Preços de Mercado), conforme está previsto no Código Tributário do município. É levado em considerado o período de 12 meses, sempre de dezembro de um ano até novembro do ano seguinte.

Porém, o IGPM acumulado de dezembro de 2019 a novembro 2020 foi de 24,52%. Como o índice foi muito elevado e levando em consideração as dificuldades dos contribuintes em função da pandemia, o prefeito Cleber Fontana decidiu conceder um desconto de 65% e a correção caiu para 8,58%. A redução foi oficializada por meio de lei de iniciativa do Executivo, aprovada pela Câmara Municipal.