Economia
Imagem ilustrativa Fernando Frazão/Agência Brasil

Com impostos federais zerados, os combustíveis começam a ficar mais baratos e a economia é sentida na prática pelos motoristas. Os preços dos combustíveis nos postos começaram a apresentar redução nesta segunda-feira (27), no Paraná. Moradores do estado perceberam a queda nos valores comercializados, um alívio após a último reajuste aplicado pela Petrobras, que resultou na demissão do presidente da companhia há uma semana.

Qual o motivo das quedas?

Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, derivados de Petróleo, Gás Natural, Biocombustíveis e Lojas de Conveniência do Estado do Paraná (Paranapetro), a situação é reflexo de uma diminuição dos impostos federais prevista na Lei Complementar nº 194/2022, publicada na última quinta-feira (23).

Ainda conforme o Paranapetro, as distribuidoras “começaram a repassar gradualmente aos postos as alíquotas zeradas nos tributos federais PIS, COFINS e CIDE” desde o fim de semana, resultando em preços abaixo de R$ 7 para a gasolina, por exemplo, como já foi visto em alguns estabelecimentos.

A redução do ICMS, tão aguardada pelos consumidores deve impactar ainda mais nos preços não só dos combustíveis, como também do gás natural, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo, ainda não tem data para ser anunciada, conforme a Secretaria da Fazenda do Estado do Paraná. Segundo a assessoria, a diminuição de alíquota deve acontecer em julho, mas ainda não é possível confirmar em qual dia.

Atualmente, o Paraná segue com as alíquotas atuais, sendo a alíquota de ICMS de 29% sobre gasolina, 12% no óleo diesel e inclui transportes, 18% sobre GLP (gás de cozinha); 29% sobre energia elétrica e telecomunicações, e 25% para a energia rural.

Informações Ric Mais