Francisco Beltrão
Maria Izaura Johansson Rosa – Paciente do HRNP tem a Alta de Número Mil – Foto Funeas

O Hospital Regional do Sudoeste, unidade FUNEAS em Francisco Beltrão, referência no atendimento aos 27 municípios da 8ª Regional de Saúde do Estado para o tratamento da Covid-19, alcançou nesta semana a alta de número 1000, para pacientes internados com a doença.

A ala Covid-19, implantada em março de 2020, por determinação do Secretário da Saúde Beto Preto, iniciou com cinco leitos de UTI Covid, e 10 leitos de enfermaria de retaguarda. No decorrer da pandemia, com o agravamento da situação, a atuação da FUNEAS, em conjunto com a direção da unidade, promoveu gradativamente a ampliação do serviço, e hoje, a ala Covid-19 conta com 33 leitos na UTI Covid e três leitos na enfermaria de retaguarda.

A Diretora Geral do HRS-FUNEAS, Cintia Ramos, relaciona este êxito ao trabalho da área médico assistencial, aliado ao comprometimento da equipe multiprofissional, e do suporte das diversas áreas do hospital, que se empenharam para prestar o melhor atendimento possível aos pacientes, que em alguns casos chegaram a ficar 50 dias internados.

“Tivemos todo o apoio da Secretaria da Saúde e FUNEAS, que não mediram esforços para garantir o atendimento à população, tanto na contratação dos profissionais, como em proporcionar a estrutura necessária para isso”, afirmou a diretora.

O Diretor-Presidente da FUNEAS, Dr. Marcello Machado, ressaltou que o Hospital Regional é um importante polo para o tratamento da Covid-19 na região, e que desde o início da pandemia o trabalho conjunto das diretorias da FUNEAS com a gestão do Hospital resultou numa grande força-tarefa para atender os paranaenses.

“O Secretário da Saúde, Beto Preto, nos deu esta missão, de transformar as dependências do HRS num centro de atendimento à Covid-19, sem reduzir os atendimentos e a qualidade das demais especialidades em que o hospital é referência. Foram feitas adequações na estrutura e contratamos profissionais qualificados”, disse Marcello Machado.

Para o presidente este resultado também é fruto da integração da direção da unidade com os departamentos da sede da FUNEAS, em Curitiba. “Esta integração é excelente, é isso é refletido na qualidade do atendimento aos pacientes do sudoeste. Todos os trabalhadores envolvidos estão de parabéns”, Finalizou.

Estrutura – O HRS é referência em atendimento a Gestante de Alto Risco e Parto do Risco Intermediário, Politrauma e atendimento integral às pessoas em situação de violência sexual.

Conta com as especialidades de Ortopedia, Obstetrícia de risco intermediário e alto risco, Cirurgia Geral, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Bucomaxilo, Cirurgia Pediátrica, Cardiologia Clínica, Cirurgia Vascular, Intensivista Neonatal e Adulto, Odontologia Hospitalar, Infectologia, Radiologia, Ultrassonografia obstétrica, Broncoscopia, Cardiopediatria, Endoscopia e Neurologia.

Fonte FUNEAS