Segurança
Foto Reprodução Rádio San

O Delegado da Polícia Civil de Capitão Leônidas Marques Dr Rogério Sodré falou sobre o caso de maus tratos que envolveu a morte de um cavalo na manhã desta quarta-feira (09) em Capitão Leônidas Marques.

Segundo o Delegado, o infrator foi ouvido e admitiu a situação, porém disse que não teve a intenção de matar o cavalo.

Ele disse que amarrou o animal para ser transportado por um curto espaço em sua propriedade, disse ainda que era habitual fazer isso. Porém esqueceu que o animal estaria amarrado e por isso arrastou o mesmo pela rodovia BR-163, razão pela qual o cavalo acabou morrendo.

O infrator foi ouvido e liberado. O mesmo, responde pelo artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais que prevê termo circunstanciado para esses casos, o termo será finalizado e encaminhado para o judiciário e para o Ministério Público para providências cabíveis.

Fonte Rádio SAN FM