Francisco Beltrão
Imagem Ilustrativa

É grave o estado de saúde do idoso de 61 anos que foi picado por uma cobra nesta semana em Ampére. Vitalin José Coletto passou por cirurgia na tarde de quinta-feira, (23), no Hospital Regional de Francisco Beltrão. Segundo o filho da vítima, Jair Coletto, o braço esquerdo teve que ser amputado em virtude da picada.

“Os médicos disseram para nós que o braço estava inchando cada vez mais e precisava ser amputado. Agora ele está sedado na UTI. Pedimos orações para todos para que ele melhore e saia dessa situação.”

Jair disse ainda que após a realização de exames foi constatado que a cobra que picou seu pai foi uma cascavel. “Quando ele chegou aqui no regional já fizeram o soro antiofídico. Como não se sabia que espécie de cobra havia atacado ele, os médicos aplicaram um tipo de soro para jararaca, aranha e escorpião. Como não houve reação eles entraram com um soro para cascavel.”

Ainda de acordo com o filho, conforme os médicos informaram, seu Vitalin demorou demais para procurar socorro médico. “Como ele não viu a cobra ele não foi no hospital. Ele achava que tinha se machucado em uma cerca de arame farpado e como ele tem ácido úrico achava que o inchaço da mão esquerda picada pela cobra fosse por isso. Só quando piorou que foi para o hospital.”

O ataque da cobra foi na última terça-feira em uma residência no bairro Nossa Senhora das Graças. O homem fazia trabalho de jardinagem no local. Somente quase 12 horas depois da picada é que ele foi ao Hospital Santa Rita de Ampére e com urgência foi transferido para o HRS.

Fonte: Julio Cesar Alves/Rádio Ampére