Segurança
Foto ilustrativa/Lidiane Mallmann

Um morador de São Jorge do Oeste procurou a Polícia Militar Na no final da manhã de terça-feira (17), informando que havia sido vítima de um golpe através da internet.

O Golpe

Segundo a vítima, no dia 15 deste mês ele entrou em um site que oferecia financiamentos e preencheu um formulário para se habilitar para um empréstimo no valor de R$ 60.000,00.

No dia seguinte (16) uma pessoa que se identificou como representante de uma financeira, fez contato com ele, via WhatsApp, para tratar do empréstimo que ele precisava, mandando inclusive o contrato que ele assinou e encaminhou de volta, junto com todos os seus dados pessoais.

A suposta representante solicitou um depósito no valor de R$ 399,00 referente a uma taxa chamada TLC, para que fosse liberado o valor de R$ 60.000,00, que seria creditado na conta da vítima e ele efetuou a transferência do valor.

Conforme a PM, após o depósito a suposta agente do banco solicitou mais um depósito no valor de R$ 2.399,99 que seriam a titulo de IOF, que também foi depositado na mesma conta.

Em novo contato a agente financeira pediu que ele efetuasse mais um depósito no valor de R$ 5.000,00, pois o banco teria liberado esse valor a mais e precisava ser corrigido (devolvido), e novamente efetuou o depósito.

Mais tarde outra pessoa que se identificou como gerente do banco entrou em contato via aplicativo solicitando um depósito de R$ 7.999,99 a título de TAC para que o valor fosse liberado definitivamente, sendo efetuado o depósito solicitado.

Já na terça-feira (17) através de outro número um homem entrou em contato se dizendo ser presidente do Banco Central, pedindo o depósito de R$ 15.000,00 título de impostos. O homem (vitima) disse que não possuía esse valor e então o presidente do Banco Central o ameaçou de uma quebra de contrato com multa rescisória no valor de R$ 12.000,00.

Foi então que a vítima procurou a Polícia Militar, pois acreditou que estava sendo vítima de um golpe. O prejuízo da vítima foi de R$ 15.800,00.

A Polícia Civil investiga o caso.