Geral
Ilustração

A Polícia Militar prendeu um homem de 55 anos durante a madrugada de segunda-feira (22), suspeito de colocar veneno de matar baratas e outros insetos nas máscaras de proteção facial da ex-mulher.

O caso aconteceu em Presidente Prudente, interior de São Paulo. A PM foi acionada pela vítima que relatou que a sua casa foi invadida pelo suspeito. A mulher de 44 anos disse que tinha medida protetiva e que o ex-marido a ameaçou e agrediu e ainda danificou o imóvel.

Na casa os policiais constataram sinais do produto nos protetores faciais, que foram recolhidos para perícia. O homem foi encontrado e detido em um carro parado a poucos metros da casa da vítima. Ele negou as acusações e alegou que estava infectado pelo coronavírus.

O homem foi levado até uma unidade de saúde, mas os exames não detectaram sintomas da doença. Ele então foi encaminhado a delegacia acompanhado de um advogado.

PP News com sites