Fronteira
Foto Jornal da Fronteira

As Polícia Civil e Militar de Santa Catarina prenderam na noite de sábado (30) um homem argentino de 19 anos pela suspeita de estupro e morte da filha, um bebê de 4 meses, em Dionísio Cerqueira.

A denúncia chegou do hospital de Dionísio Cerqueira, pois uma funcionária do hospital teria revelado que uma família de argentinos, de Poço Azul, na Argentina, teria levado uma bebê para atendimento médico no local após ter passado por uma farmácia. A criança acabou falecendo decorrente da evolução do quadro de saúde.

Tanto o pai, a mãe, e a avó da criança falavam que não sabiam o que tinha acontecido, mas, em depoimento, a mãe da criança, de 15 anos, esclareceu que ficou sabendo dos estupros desde o dia 28/04, e que no próprio dia 30/04, notou sangramento em um momento que o pai ficou a sós com o bebê.

A mãe da criança também revelou que eles não procuraram atendimento na Argentina porque achavam que no Brasil não poderiam ser responsabilizados. Foram coletadas roupas do suspeito e material genético do homem para perícia de confronto genético com o matéria a ser coletado do bebê. O preso foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável com resultado morte.

Fonte Polícia Civil SC