Sudoeste
Foto Reprodução Rádio Nossa FM

A ação aconteceu no final da tarde da última segunda-feira (28), quando hackers acessaram uma das contas do Banco do Brasil da prefeitura do município de Sulina e logo em seguida fizeram três transferências através de pix totalizando um valor de R$ 185 mil reais.

Segundo o prefeito Paulo Horn, a ação foi percebida pela instituição bancária que desconfiou da movimentação e imediatamente entrou em contato com a tesoureira da prefeitura que estava preparando o pagamento da folha do mês de julho dos funcionários, disse que não estava fazendo nenhuma transferência, momento em que foi verificar e percebeu que o computador estava bloqueado e mesmo com as chaves de acesso, não conseguiu mais acessar as contas.

Imediatamente a agência bancária acionou um sistema de segurança e bloqueou as contas, porém, em pouco mais de 1 minuto de acesso, o hacker já havia conseguido fazer três transferências através de pix.

Logo depois do bloqueio das contas, o hacker ainda tentou fazer novas transferências, porém, segundo ele não conseguiu porque o sistema já estava bloqueado.

Paulo Horn disse que já foram tomadas todas as providências com o acionamento da polícia especializada em crimes cibernéticos e a superintendência do banco para que sejam adotadas as medidas cabíveis, como rastreamento de toda a movimentação para tentar descobrir desde a origem do golpe até o destino do dinheiro transferido.

Diante do problema, segundo o prefeito, está sendo feito uma verificação em todo o sistema de segurança, inclusive com a instalação de novos softwares que possibilitem mais segurança para as movimentações bancárias da prefeitura.

O prefeito Paulo juntamente com a Amsop, Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná, emitiu uma nota alertando outros prefeitos da região sobre a invasão por hackers nas contas da Prefeitura de Sulina, recomendando aos prefeitos do Sudoeste que redobrem os cuidados e verifiquem constantemente os sistemas de segurança das contas bancárias de seus respectivos municípios. E, em caso de qualquer suspeita, não hesitem em denunciar às autoridades competentes.

As informações são da Rádio Nossa FM – Chopinzinho