Francisco Beltrão
Foto Gaeco

O Ministério Público do Paraná, por meio do Núcleo de Francisco Beltrão do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou nesta quarta-feira (17), a Operação Tonelada, voltada a desarticular uma suposta organização criminosa responsável por roubos e furtos de caminhões e camionetes na região Sudoeste do estado. Foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão. A ação foi realizada com apoio do Gaeco de Santa Catarina, da Polícia Civil do Paraná e do Instituto de Criminalística.

As ordens judiciais foram executadas nos municípios de Marmeleiro, Clevelândia, Francisco Beltrão, Pato Branco e Boa Vista da Aparecida, no Paraná, e também nas cidades catarinenses de Tubarão, Palhoça e Abelardo Luz. Conforme já apurado, os criminosos seriam autores de ao menos três roubos/furtos de caminhões ocorridos entre maio e agosto de 2020 no Sudoeste paranaense.

Os veículos eram roubados na região e depois levados para uma propriedade rural no município de Boa Vista da Aparecida, onde passavam por uma varredura em busca de rastreadores. Após isso, eram levados para a região de fronteira com o Paraguai para serem transformados e comercializados com contrabandistas de cigarro.

Os mandados foram deferidos pelo Juízo Criminal de Clevelândia. Dois dos receptadores de caminhões utilizavam a expressão “Tonelada” para se referir ao esquema – daí o nome da operação.

(Assessoria Gaeco)