Francisco Beltrão
Mariah Ivonete Silva, secretária municipal de Educação – Foto Assessoria

A secretaria municipal de Educação de Francisco Beltrão está realizando rematrículas e matrículas para o ano letivo de 2021 para escolas municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). Para as crianças que já frequentam as escolas e CMEIs, os pais estão sendo contactados por telefone ou pelos grupos de WhatsApp das escolas. São repassadas informações sobre a documentação que deve ser apresentada e o agendamento do dia e horário que devem comparecer na escola ou CMEI para evitar aglomerações.

Para quem vai ingressar agora nos CMEIs e já se inscreveu na secretaria de Educação (chamada de fila de espera), os contatos começam a ser mantidos a partir desta terça-feira, dia 1º de dezembro. Também será repassado o dia que deve comparecer no CMEI para efetivar a matrícula. As demais informações complementares podem ser obtidas pelo telefone (46) 3520-2121. Basta ligar e pedir para falar com a equipe da educação.

De acordo com Mariah Ivonete Silva, secretária municipal de Educação, foi realizado um trabalho de planejamento para que os pais possam efetivar as rematrículas e matrículas seguindo todos os protocolos de saúde e principalmente evitando que haja aglomerações. “A nossa equipe administrativa da secretaria e as direções das escolas e CMEIs montaram um cronograma para que todos os pais possam matricular os seus filhos sem que haja aglomerações”, salienta a secretária.

Retorno das aulas presenciais

Quanto ao retorno presencial das aulas, Mariah explica que é uma questão que permanece em estudo e isso só acontecerá quando houver total segurança para as crianças e para os profissionais da educação. Frisa ainda que mesmo o município tendo autonomia sobre a questão, procura ficar alinhado com as orientações da secretaria estadual de Educação.

 “O nosso planejamento está pronto e quando for possível retornar estamos preparados e com tudo organizado. Mas isso passa por uma análise sobre o contexto da pandemia e o controle da doença. No entanto, acreditamos que somente quando tivermos uma vacina é que poderemos ter este retorno presencial de forma normal”, diz a secretária.

(Assessoria PMFB)