Policial
Foto: Arquivo PPnews

Um áudio divulgado nas redes sociais na terça-feira (29) informava que os presos haviam explodido a Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, e que o Exército Brasileiro e a Polícia Militar haviam tomado conta do presídio e que muitos presos estavam na rua.

O boato foi compartilhado por muitas pessoas que nem sequer se deram ao trabalho de verificar a veracidade da informação.

O diretor da PEFB Marcos Andrade esclareceu o que realmente aconteceu. Um preso teria saído da cela onde estava e foi detido ainda no corredor do presídio. Como a Polícia Militar estava no local, o diretor solicitou que fosse feita uma “varredura” em todo o presídio, o que é normal e acontecem com frequência essas vistorias nas celas.

Quanto a presença do Exército, ele informou que uma equipe do Exército Brasileiro fez uma escolta de um caminhão transportando gás de Cascavel até Francisco Beltrão, para que não fosse impedido de passar pelas barreiras onde ocorrem os protestos dos caminhoneiros e que tudo transcorreu normalmente.

Marcos Andrade disse ainda, que os boatos causaram preocupação na população, e que as pessoas responsáveis pela divulgação deste áudio, se identificadas, poderão ser responsabilizadas pelos seus atos irresponsáveis.