Paraná
Foto: DER

AEN – O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) promove no dia 26 de outubro, às 14 horas, o seu quarto leilão online de sucatas de 2021, sendo o segundo destinado exclusivamente para reciclagem como material ferroso.

São 373 veículos, entre automóveis, motocicletas, caminhões e similares, em um total estimado de 348.435 toneladas de ferro. As sucatas estão divididas em quatro lotes e armazenadas em unidades do DER/PR em Cascavel, Ponta Grossa, Ibiporã e Pato Branco.

Os lances serão feitos quanto ao valor a ser pago por quilo de material, iniciando em R$ 0,59, o que resulta em um valor inicial de R$ 205.576,65 pelo conjunto de veículos. Será arrematante do lote quem oferecer o maior valor pelo quilo.

Podem participar somente empresas do ramo de siderurgia ou reciclagem, seguindo toda a legislação e demais exigências do edital do leilão, disponível no portal do DER/PR e publicado em Diário Oficial.

O arrematante será responsável pelos trabalhos de descontaminação, descaracterização, trituração, carregamento e transporte de cada sucata. Elas serão prensadas em blocos sólidos, garantindo sua destinação exclusivamente para reciclagem, sendo proibida inclusive a venda de peças.

Com o novo leilão, o DER/PR se aproxima das 2 mil sucatas leiloadas somente em 2021.

REALIZADO – Na segunda-feira (18), o DER realizou o leilão de sucatas de veículos armazenados em suas regionais e em postos do Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual. As mais de mil sucatas (carros, motos, caminhões e ônibus) foram arrematadas por um valor total de R$ 1.339.900,00, valor cerca 644% acima do inicial, de R$ 180 mil.

Elas foram leiloadas em lotes, sendo o maior valor unitário, R$ 40 mil, destinado ao 86, de Cascavel, composto por sete automóveis e um caminhão Ford Cargo 2428. Dois lotes foram arrematados pelo menor valor do leilão, R$ 4 mil.

Em Santo Antônio da Platina foi o lote 53 com sete carros (Gol 2013, Palio 2005, Uno Mille 1998, Fiorino 2000, Santana 1986, Royala 1992, Escort 1987) e em Cianorte o lote 137, com seis motos (CG 125 2009, CG 125 2005, Kasinski 250 2011, BIZ 125 2010, CG 125 2012 e CBX 250 2007).

Neste caso as sucatas não podem ser comercializadas ou circularem em via pública, devendo ser destinadas exclusivamente para desmonte e reaproveitamento de peças e partes metálicas.