Francisco Beltrão
Fotos Assessoria DEPPEN

Ocorreu na manhã desta segunda-feira (30), nas dependências da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão PEFB, o Maio Furta-Cor, com objetivo de sensibilizar a população para a causa da saúde mental materna, bem como discutir os aspectos envolvidos nos crescentes índices de depressão, ansiedade, esgotamento e suicídio.

Participaram as policiais penais lotadas na Penitenciária e nas cadeias públicas de Francisco Beltrão, Pato Branco e Dois Vizinhos e as profissionais técnicas, administrativas e de saúde da PEFB, Conselho da Comunidade, Escritório Social e do CEEBJA Novos Horizontes.

As palestras foram ministradas pela psicóloga Valeria Botton, pela delegada Emanuele Carolina Baggio e profissionais do CREAS Francisco Beltrão.

Para o Coordenador Regional do DEPPEN, Marcos Andrade, o evento superou as expectativas e lançou um novo olhar sobre a questão de saúde mental das servidoras, devendo mais eventos serem programados no decorrer de 2022.

Para a organizadora, a Policial Penal Luciana Oliveira, sensibilizar sobre o tema e dar oportunidade de voz as mulheres que trabalham no sistema prisional, torna o evento de suma importância, pois acredita que quanto mais se fala sobre isso, mais se consegue alcançar os objetivos.

Lembrando que o evento Furta-Cor ocorre todos os anos no mês de maio que é o mês das mães, e significa os tons que se alteram de acordo com a luz recebida, não havendo uma cor absoluta para quem lança o olhar, e no espectro da maternidade não é diferente, nele cabem todas as cores.