Economia
Foto Assessoria Cresol

Modelo de Cooperativismo Financeiro garante a participação dos cooperados nos resultados obtidos durante o ano

Assessoria – Para quem não entende como funciona uma Cooperativa Financeira, entre as vantagens oferecidas aos associados como atendimento mais personalizado, taxas de juros e rendimentos diferenciados em relação aos praticados no mercado, há ainda o fato do cooperado torna-se um “coproprietário” do negócio, tendo participação nos resultados.  As “sobras”, como são conhecidas, consistem nas economias da Cooperativa para os seus associados, que no final de cada ano, são distribuídas de acordo com o valor das operações realizadas por cada um deles.

Sendo uma das principais cooperativas financeiras do Brasil, a Cresol que já opera há mais de 26 anos, creditou recentemente um montante de R$ 50.878.480,42 na conta capital dos cooperados. Só no último ano, a Instituição ganhou 75 novas agências, e mais de 100 mil novos cooperados, saltando para 720 mil, em um ano. Vale ressaltar, ainda, que só em 2021 os cooperados ainda economizaram R$ 336 milhões, apenas por movimentarem suas finanças na Cresol.

“Se levarmos em consideração que estamos falando de um cenário ainda marcado pelos reflexos da pandemia, 2021 foi um ano de muitos desafios, mas também de muitas conquistas. Nesse período, equilibramos o atendimento presencial e digital, demonstramos a nossa capacidade de atender tanto a demanda dos nossos cooperados do agro como os urbanos. Encerramos o ano com presença física em 17 estados e, essa capacidade de adaptação às mudanças foi um dos motivos de termos atingido 30% de crescimento e nos consolidamos como uma das maiores cooperativas financeiras do País“, avalia o Presidente da Cresol, Cledir Magri.

A Cresol disponibiliza aos cooperados uma diversidade de produtos e serviços e traz como diferencial a participação nos resultados da Cooperativa. Essa participação se dá na proporção que o cooperado movimenta seus recursos dentro da instituição, seja aplicando suas economias ou tomando crédito, por exemplo. Quanto maior a concentração, maior a sua participação. Também no final do último ano, as cooperativas do sistema Cresol remuneraram em R$ 43 milhões os juros do capital social dos seus sócios.

O crescimento da Cresol demonstra o potencial do cooperativismo financeiro como um modelo agregador de renda. A essência do cooperativismo é proporcionar melhores condições de trabalho e renda em qualquer comunidade que está inserida, por isso o valor agregado está além dos resultados financeiros.