Francisco Beltrão
Enfermeira Tania Lise. Crédito: Darce Almeida/Acefb

Da assessoria/Acefb – Uma das formas de prevenir o ataque do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e vírus zika, é o uso de repelentes. Tania Lise, coordenadora de Endemias de Francisco Beltrão, relatou na tarde desta terça-feira, 22 de março, após reunião na Associação Empresarial (Acefb), com membros da área da saúde do município, que todas as escolas já comunicaram os pais de alunos quanto ao uso de repelente. “É importante que se faça a aplicação do repelente antes de sair de casa, tanto nas crianças quanto nos adultos”.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) esclarece que não há qualquer impedimento, inclusive, para a utilização do repelente por mulheres grávidas, desde que estejam registrados na Agência e que sejam seguidas as instruções de uso descritas no rótulo de cada produto. A informação é do site mosquito.saude.es.gov.br.

Conforme Tania, os casos de dengue em Beltrão, se comparados com o mesmo período de 2021, estão mais graves. “Existe a preocupação de aumento no número de pessoas contaminadas porque o índice de infestação continua alto. Por isso chamamos a atenção da população, a dengue é grave, pode matar e precisamos do apoio de todos”.