Francisco Beltrão
Foto Assessoria PMFB

O Conselho Popular de Francisco Beltrão, entidade composta por representantes de diversos segmentos organizados da sociedade, se reuniu para analisar o reajuste do transporte coletivo urbano. A concessão do reajuste está prevista no contrato de concessão e leva em conta o aumento nos custos da empresa com salários, diesel, manutenção e outros itens.

Com base na variação destes dados, a empresa Guancino solicitou reajuste de 11,99%. Depois de analisar as informações, o conselho aprovou um índice de 9,51%. No entanto o aumento ainda não está em vigor. Pelo percentual aprovado o valor da tarifa passará de R$ 3,35 para R$ 3,65. A meia passagem sobe de R$ 1,70 para R$ 1,85. No caso da bilhetagem eletrônica, o valor da tarifa tem desconto. O último aumento foi concedido há um ano.

(Assessoria PMFB)