Clima
Foto Gilson Abreu/AEN

O inverno de 2022 começa astronomicamente às 6h14 do dia 21 de junho, quando ocorre o solstício de inverno, e se estende até às 22h04 do dia 22 de setembro, data do equinócio da primavera.

A forte onda de frio do começo da segunda quinzena de maio de 2022 foi sentida em todas as Regiões do país. A temperatura baixou para quase 5°C negativos no Sul do Brasil. Estados da Região Norte, como Rondônia e Tocantins, registraram temperaturas em torno de 11°C. Na Região Sudeste, geou em áreas do estado de São Paulo, no Sul de Minas e também do Triângulo Mineiro. A cidade de São Paulo registrou 6,6°C, que foi a temperatura mais baixa para um dia de maio desde 1990.

Mas o que mais impressionou foi o efeito desta massa polar na Região Centro-Oeste. O frio intenso causou geada no Distrito Federal, o que é raro. Brasília registrou apenas 4,9°C, a segunda menor temperatura para um dia de maio desde 1960, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia.

Durante essa onda de frio, uma das perguntas mais recorrentes foi se este ano ainda poderíamos ter uma outra onda de frio tão intensa e abrangente como esta observada no começo da segunda quinzena de maio de 2022. Isto é um sinal de que o inverno será rigoroso? Como o fenômeno La Niña vai impactar no inverno? Será que teremos outra (s) ondas de frio tão amplas e fortes como está de maio?

Fazer muito frio, gear e nevar não são fenômenos tão incomuns assim em maio. O fato de ter passado esta onda de frio não significa que teremos um inverno rigoroso. Já tem frio à vista para o começo de junho, mas será frio para gelar Brasília novamente? O frio pode aumentar no inverno?

O inverno de 2022 será frio?

Considerando a intensidade, Celso Oliveira avalia que sim e que passagem das massas de frio será frequente, mas nem todas serão tão abrangentes como a da segunda quinzena de maio. “Na intensidade, acho que sim. Mas não obrigatoriamente vai fazer frio o tempo todo.  O frio poderá ser pior no Sul e partes do Sudeste e Centro-Oeste, especialmente em Mato Grosso do Sul.

Mas Celso alerta que, até o fim de julho, é possível que o Brasil experimente novamente uma onda de frio parecida com a que gelou o país no começo da segunda quinzena de maio.

Mais neve no inverno de 2022?

O histórico de neve no Brasil, precoces e tardias, mostra que o fenômeno La Niña esteve por trás de quase todos os episódios. Teremos mais neve no inverno de 2022? Qual o mês mais provável para voltar a nevar?

A neve é uma combinação especial de fatores. É preciso muito frio e muita umidade. Pelo frio, a segunda quinzena de junho e julho seriam fortes candidatos a terem neve. Mas é sempre bom lembrar que a previsão de neve no Brasil só tem uma acertividade razoável com cerca de sete dias de antecedência.

Leia mais em Climatempo