Geral
Foto: Reprodução/ NSC TV

Uma moradora de Brusque (SC), no Vale do Itajaí, teve uma surpresa ao voltar do supermercado na noite de sábado (03). Após arrumar as compras, a mulher descobriu que, além das verduras e frutas, levou para casa uma cobra dentro de uma embalagem de brócolis.

O supermercado informou que a consumidora foi até o local, e a situação foi resolvida. De acordo com a gerente do departamento pessoal do estabelecimento, a embalagem não foi manuseada e foi enviada ao produtor na segunda-feira (5) da forma como foi entregue pela cliente.

“Realmente aconteceu, esse caso foi verídico. A cliente veio fazer a devolução e ela entendeu que o caso foi resolvido”, disse. O animal estava vivo no momento da entrega ao produtor, de acordo com Luciane.

Apesar do susto da consumidora, o animal não apresenta perigo, segundo explicou o biólogo Tobias Kunz, especialista em répteis.

“É uma cobra que se alimenta de lesmas. Essas dormideiras têm hábito noturno e são bem lentas”, disse o biólogo. Kunz afirma que a espécie, conhecida como dormideira, não é venenosa e se move muito devagar.

Diferenças entre jararaca e dormideira

Apesar de gerar dúvida entre os leigos, há diferenças entre jararacas e dormideiras. De acordo com Kunz, as serpentes peçonhentas, como a jararaca, possuem glândulas especializadas localizadas lateralmente na cabeça. Elas também têm um orifício entre os olhos e a narina, chamado de fosseta loreal.

Outra característica das cobras venenosas é a cabeça, que geralmente é mais larga que o pescoço e possui uma forma triangular.

Já os animais não-venenosos têm uma cabeça mais arredondada, sem ângulos agudos.

Fonte G1 Globo SC