Saúde
Foto Assessoria PMFB

Assessoria – Nesta sexta-feira (22) a secretaria municipal de Saúde de Francisco Beltrão divulgou o resultado do quinto levantamento realizado neste ano sobre a infestação de larvas do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya.

O índice é de 3,7, considerado de médio risco e ficou acima do levantamento anterior, de 0,3, realizado no final de agosto. Foram feitas vistorias em 1.5557 imóveis e localizados 57 focos, sendo 44 em locais habitados e 13 em terrenos baldios. O problema principal continua sendo nos imóveis com moradores, com 80% dos casos.

Os focos foram encontrados em materiais recicláveis, pratos com flores, lonas, baldes com água da chuva, pneus, cisternas e ralos. Pelos dados oficiais da secretaria, neste ano, de janeiro até agora, Francisco Beltrão tem  66 casos confirmados de dengue. Destes, 3 são importados e 63 autóctones, contraídos no próprio  município.

De acordo com Tania Lise, coordenadora de endemias da prefeitura, as chuvas acima da média nas últimas semanas e o calor mais intenso contribuíram diretamente para o aumento da infestação. “Além disso, precisamos de mais colaboração da nossa população, recebendo bem as nossas equipes e mantendo os ambientes limpos, fazendo vistorias frequentes”, diz a coordenadora.

Também alerta que, historicamente, neste período do ano o problema se agrava por conta das condições climáticas, especialmente pelo calor. Por isso pede atenção redobrada da comunidade. “A infestação aumentou não somente em Beltrão, mas também nos demais municípios da região. Se cada um fizer a sua parte certamente vamos manter a situação controlada”, relata Tania.