Esportes, Francisco Beltrão
Foto: Adolfo Pegoraro

As duas primeiras partidas do Marreco Futsal na Série Ouro do Paranaense foram disputadas fora de casa, em Medianeira contra o Aymoré e depois em Umuarama. Com duas derrotas, ambas pelo placar de 3 a 2, a equipe beltronense literalmente estreou com o pé esquerdo e agora vai ter que correr atrás das demais equipes que venceram nas primeiras rodadas e já abriram diferença na ponta da tabela – casos de Pato Branco, Marechal, Foz Cataratas e Umuarama.

Sem contar com Bateria nos dois primeiros jogos do estadual, hora por lesão ou por estar na seleção, o Marreco também não poderá contar com seu novo craque para esta partida, pelo menos não há confirmação de que ele jogue, muito menos Sinoê, já que os dois atuaram pela seleção brasileira neste domingo (1) em Minas Gerais, e com a viagem de volta, não teriam o descanso necessário para enfrentar o São Lucas de Paranavaí, nesta terça-feira (3), no ginásio Arrudão.

O São Lucas também não venceu no campeonato neste ano; foram dois jogos, sendo um empate em casa contra o Guarapuava em 2 a 2, e uma derrota por 6 a 1 sofrida em Campo Mourão. Como a equipe treinada por Baiano não jogou no fim de semana, conseguiu o descanso necessário para evitar desculpas e assumir o favoritismo diante da equipe de Paranavaí para alcançar a vitória.

Sobre as duas derrotas até aqui, esta última contra o Umuarama pode ser encarada como um resultado normal, já que o elenco chegou ao ginásio apenas uma hora antes do início do jogo, que paralisou por mais de meia hora devido as goteiras causadas pela forte chuva, e que foi realizado poucos dias depois de uma viagem desgastante a São Sebastião do Paraíso (MG), onde a equipe venceu a Intelli na estreia da Liga Nacional. O problema foi a derrota para o Aymoré de Matelândia que é uma equipe semi amadora, com jogadores que tem outros trabalhos durante o dia, que treinam à noite. Vencer o São Lucas nesta terça-feira significa esquecer daquela derrota, mas também significa mostrar à torcida que o elenco tem qualidade e está preparado para os desafios deste ano. O que se comenta até agora é uma certa insegurança dos torcedores que não viram seu time atuar ainda neste ano, mas que já reclamam da formação do elenco e da ausência de Bateria nos jogos iniciais.