Pato Branco
Momento da chegada do fugitivo no hospital – Foto Divulgação

Após três dias de operação policial, foi preso na tarde deste sábado (18), o foragido da Justiça, Claudir Lisboa da Silva, popular Marmita, acusado de homicídio e estupro em Pato Branco.

Segundo informações, cães farejadores localizaram o foragido nas proximidades da comunidade de São Pedro de Alcântara, zona rural de Pato Branco. Ele tentou fugir e em uma troca de tiros foi baleado, preso e encaminhado ao Hospital São Lucas, em Pato Branco.

O homem é o principal suspeito da morte de Guilherme Ambrosini, 32 anos, que foi assassinado com um tiro na cabeça em Pato Branco, quando tentou defender a namorada de estupro no último final de semana.

A ação contou com apoio da Polícia Militar do Paraná, Polícia Civil de Santa Catarina e Receita Federal com drone.