Policial
Foto Guia Medianeira

Dois estudantes foram apreendidos pela Polícia Militar após um deles efetuar disparos de arma de fogo contra colegas dentro da sala de aula em um colégio, na manhã desta sexta-feira (28), em Medianeira.

Na Delegacia da Polícia Civil, a reportagem do Guia Medianeira conseguiu conversar com os dois adolescentes, os quais relataram a motivação e como agiram.

Segundo eles, a motivação seria devido a bullying que sofriam desde o ano de 2013.

Conforme o relato, eles tinham orquestrado um plano, no qual entrariam na sala, retirariam os alunos que não quisessem ferir, jogariam uma bomba caseira que prepararam com bombinhas e álcool, e depois efetuariam disparos.

Na ação, após eles retirarem os alunos da sala, o adolescente que estava com o revólver calibre 22 começou a atirar nos colegas, e não chegaram a usar as bombas caseiras. O segundo adolescente estava com uma faca, porém segundo ele, na hora que o colega começou a atirar ele não teve reação e não agrediu ninguém.

De acordo com os adolescentes, um dos alunos que foi atingido pelos disparos não era um dos alvos, porém teriam esquecido de retirá-lo da sala.

No relato eles ainda contam que os abusos por parte dos colegas eram constantes e eles teriam mais de cinco alvos.

Quando os policiais militares chegaram ao colégio, segundo relato do acusado de atirar, ele efetuou disparos aleatórios em direção aos policiais, somente para gastar a munição que ainda tinha na arma, para então se entregar.

Os dois alunos atingidos foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e encaminhados ao Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Luz, e segundo as primeiras informações, um deles levou um tiro na coxa direita e o outro foi atingido por um tiro na região lombar, que transfixou o canal medular, e se alojou no osso vertebral.

As informações são do Portal Guia Medianeira  

Imagens mostram o pânico durante o ataque do aluno (Reprodução Guia Medianeira)