Francisco Beltrão
Foto Assessoria

Nesta quinta-feira (07), acontece mais um julgamento no Tribunal do Júri da Comarca de Francisco Beltrão, onde será julgado Márcio de Azeredo Périco, acusado de participação em tentativa de homicídio onde foi vítima Rafael Prunch Amorin.

Os fatos ocorreram no dia 07 de fevereiro de 2015, por volta de 21h30, na residência de Rafael, na Rua Sabiá, bairro Padre Ulrico, onde segundo as investigações apuraram, Rafael estava deitado em um sofá, quando entrou pela porta Vilson de Abreu, popular “Barriga” que após proferir umas palavras efetuou um disparo que atingiu seu braço. Em seguida a vítima correu para um quarto e foi atingido por mais dois tiros. Ele então saiu para a rua para tentar fugir e teria sido também alvejado por Márcio que o aguardava do lado de fora. Rafael sobreviveu aos disparos após ser socorrido.

Em outra ocorrência Vilson de Abreu acabou sendo morto e sua participação foi extinta.  

Em depoimentos contraditórios Rafael apontou outra pessoa como participante da tentativa de homicídio, pessoa esta que foi morta por ele em outro confronto.

Num primeiro momento ele disse ter visto Márcio, no lado de fora da casa no dia do crime, porém depois se contradisse.

Após os depoimentos e investigações a Polícia Civil concluiu que Márcio teve participação e foi denunciado pelo Ministério Público.

Márcio está preso na Penitenciária Estadual por outro crime onde e aguarda a decisão da Justiça neste processo.

O julgamento está marcado para iniciar às 09h tendo na presidência o Juiz de Direito Dr. Eduardo Ressetti Pinheiro Marques Vianna. O Ministério Público será representado pelo Promotor de Justiça Saulo Costa Fernandes de Negreiros e na defesa do réu a advogada Ione Iurko.