Policial
Foto Reprodução Tarobá News

Nesta sexta-feira (17) aconteceu na comarca de Matelândia, região oeste do estado do Paraná o julgamento de E. J.S, que era acusado de ter estuprado e matado a sua enteada de um ano e oito meses de idade em Ramilândia, também na região oeste.

No dia do crime a criança chegou a ser socorrida e levada ao hospital, porém não resistiu e acabou morrendo. Quando surgiu a suspeita da violência sexual e das agressões, policiais foram até o hospital e foram informados pela equipe médica que a criança apresentava lesões e sangramento vaginal.

O acusado ao ser preso confessou o crime, mas teria negado a violência sexual.

O Ministério Público o denunciou por estupro de vulnerável e feminicídio quadruplamente qualificado.

Ao final do julgamento o réu foi condenado a uma pena de 57 anos e 11 meses de reclusão em regime fechado.

Após o crime a mãe da criança se mudou para outro estado e não compareceu no julgamento.

Redação com Tarobá News